O swing é seu estilo de vida quando…

Alguns casais alguma vez durante o relacionamento já se questionaram se não estariam exagerando na dose de putaria, se estariam adotando o swing como estilo de vida integral. E vocês? Já se fizeram essa pergunta? A gente acha que, você vai perceber que o swing é mesmo seu estilo de vida quando…

1. Vê aquela mulher deliciosa e linda andando pela rua e pensa consigo mesmo: “hum, será que minha mulher iria gostar de pegar ela? Nossa as duas juntas, hein?”

2. Vocês planejam construir sua casa com um quarto de hóspedes, bem pertinho da suite master.

3. Você está ficando sem desculpas para dizer para o parente que irá ficar com seus filhos do porquê e/ou para onde estão indo em um sábado 10 da noite e só voltar quase 5 da manhã.

4. Seu armário tem mais que 6 pares de sapatos de salto alto. E você tem mais lingerie do que a maioria. Muitas delas você nem ousa deixar à mostra após a lavagem para secar.

5. Seu celular está tão entulhado de fotos suas e de outros casais completamente nus, que é um perigo real deixar o celular destravado.

6. Sente necessidade de todo mês ir a uma casa de swing ou à uma festinha particular com a sua mulher.

7. Vocês precisam pelo menos uma vez ao ano fazer um cruzeiro, e “Hedo” significa algo para vocês.

8. Você está ficando sem razões para dizer aos seus amigos baunilha, porque você não pode sair com eles.

9. No trabalho, quando alguém conta uma aventura mais picante e fora do usual, a maioria está chocada ou atordoada, e você diz “Legal!”

10. De repente, você tem amigos em Minas Gerais, Goiânia, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Piauí.

11. Sua agenda telefônica está cheia de casais e solteiros contatos como “João e Jack, Edi e Pri, Cadu Pirocudo”.

12. Muitas das suas fotos são de diferentes quartos de motéis, e em outras você deixa sem querer aparecer a pulseira de uma casa de swing, enquanto está agarrado com sua mulher e uma bebida.

13. Seu WhatsApp está repleto de grupos de swing, putaria e alguns promoters confiáveis de casas de swingers e festas.

14. Você só reconhece muitos dos  casais por seus apelidos e endereços de e-mail.

15. Você abre o site de relacionamentos swing só para ver se seu vídeo e/ou foto tiveram curtidas ou comentários.

16. Te convidaram para um encontro “normal” em um restaurante agradável. Então você percebe que não tem absolutamente nada que você possa usar.

17. Você e sua esposa viram a cabeça para admirar aquela mulher gostosa caminhando pela rua e sua esposa diz: “Gostosa, né amor?!”

18. Você nunca deixa seu marido abrir a porta da garagem até você entrar no carro e estar com as portas fechadas.

19. Você não sabe o que iria falar para o vizinho se fosse questionado sobre aqueles 10 casais que entraram na sua casa no sábado, e só foram embora bem depois do almoço do domingo.

20. Seus filhos e/ou a babá perguntam por que a mãe está de casaco se não está tão frio quando sai do quarto todos os sábados à noite.

21. Ao ir a um clube de strip-tease com seus amigos, em vez de sua esposa, parece um desperdício ridículo de tempo e dinheiro.

 

Já se pegou pensando coisas do tipo ou passando por situações iguais ou semelhantes? Pois é amigos, sem perceber o swing vira febre e se torna seu estilo de vida, fazer o que? C ‘ést la vie. 🙂

 

Curtiu? Compartilha!

Reinaldo Espada

Editor e Redator da Revista Swing, aficcionado em filmes, super antenado em novidades tecnológicas, adora casas de swings e encontros liberais. Forma um casal liberal com a Raissa Espada sua esposa CRS 43965 .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *