Troca de casais para iniciantes

Boa parte dos casais que participam de grupos ou sites virtuais são casais iniciantes ou curiosos. A partir disso, muito precisa ser discutido e esclarecer para evitar frustrações, prejuízos à relação, traumas e até a completa desistência de se buscar novas aventuras.

O PRIMEIRO PASSO PARA CASAIS INICIANTES

O primeiro passo para o casal que busca experimentar novas emoções é o diálogo honesto entre os dois. Estar em sintonia, decididos e cientes de que precisarão controlar bem o ciúme são passos que podem parecer simples, mas que muitas vezes são mal dados e por conta disso, a coisa não flui como deveria.

Uma vez discutido bem o assunto, a maioria dos casais optam por conhecer boates Swing a fim de ter os primeiros contatos com outros casais similares. Nessa hora, é preciso uma certa dose de paciência. Em boates, quase sempre as coisas não são como os iniciantes imaginavam.

Ao contrário do que possa um leigo imaginar, o respeito entre as pessoas é maior numa casa de Swing do que em uma boate comum. As regras são mais claras e com isso, um casal não invade o espaço e nem a privacidade do outro.

DICAS DE ABORDAGEM E RECUSA

Na maioria das casas, a regra tácita é a de que ninguém mexe com ninguém no ambiente social. Uma vez que se atinja certo horário e que o ambiente liberal seja aberto, aí sim, fica valendo a regra de abordagem entre maridos ou de um marido tocar de leve a esposa do outro, esperando o consentimento.

Se não houver interesse na pessoa que te toca, cabe a esposa tirar a mão de forma cortês do pretendente. E assim, tudo pode ser feito de forma muito educada, gentil e até mesmo sem palavras.

Aos mais tímidos, fica garantida a possibilidade de ir e assistir a tudo, sem ter que participar de nada. E é justamente aí que fica a grande brecha dada aos iniciantes e curiosos. Pode entrar num ambiente tão seleto, assistir de perto tudo o que fantasiam acontecendo com outros casais e não precisar se envolver são garantias que confortam muitas esposas menos decididas.

CASAIS QUE BUSCAM INTERAÇÃO

Para os casais que buscam uma interação maior com o outro casal, a experiência numa boate sem a oportunidade de criar laços com o outro casal não é suficiente ganhar intimidade. Para isso os sites de relacionamento liberal se mostram hoje em dia a melhor opção.

Nesses sites, vários casais fazem cadastros, expões suas fotos, e revelam quais são suas fantasias, sem que tenham que se identificar ou terem sua privacidade invadida. Outra grande vantagem do contato virtual é a rejeição. Se você não curtir alguém que te procura, basta desconsiderar as mensagens ou até bloquear o outro perfil, sem que se tenha que passar por nada constrangedor.

Uma vez que haja interesse em outro casal, é recomendado que, além de bastante troca de mensagens discutindo os detalhes da fantasia de cada um, haja também, ao menos uma transmissão simultânea de imagem dos casais pela “cam” (câmera).

Todos esses cuidados evitam perda de tempo criando expectativas com pessoas em que não haja verdadeira sintonia ou pior, que não sejam nem sequer as pessoas que prometiam ser através das fotos.

ENCONTRO LIBERAL EM LOCAL PÚBLICO

O passo seguinte ao contato virtual é sem dúvida o encontro em local público. Há quem goste de pular essa etapa e combinar encontro direto em motel. Contudo, não se recomenda correr risco desnecessário. O ideal é que haja ao menos um encontro em local público para o contato olhos nos olhos, e uma conversa descontraída entre pretendentes.

Na escolha do local, tenha bom senso. Lugares com música alta dificultam a conversa discreta que não deve ser feita competindo com a música do lugar. Lugares muito cheios intimidam os casais a conversarem detalhes mais picantes ao lado de pessoas P&Bs. Lugares muito caros tornam os encontros desnecessariamente onerosos e limitam os pretendentes.

REGRINHAS DE ETIQUETA LIBERAL

Também, não se recomenda fazer refeições durante esse tipo de encontro. Não é elegante e nem bom pra concentração no que se irá conversar. Menos ainda, buscar locais onde haja outro foco de interesse, como shows, filmes, apresentações. O local ideal é um barzinho ou quiosque, para tomar um suco ou até uma cervejinha, e no máximo beliscar um petisco, conversando entre “amigos”.

A maioria dos casais gosta de sair do primeiro encontro direto para a aventura sexual. De fato, quando existe clara sintonia entre todos é muito bom que todos possam desde já desfrutar dessa experiência tão fantasiada.

Existem casais que preferem voltar para casa e conversar mais, deixando a aventura para um segundo encontro. Uma conversa em casa, de cabeça fria, pode permitir que ninguém seja impelido pelo impulso ou até pelo constrangimento de ser o único que não se sentiu atraído pela aventura com aquelas pessoas.

NÃO SEJA INCONVENIENTE

Havendo interesse ou não no outro casal, umas das perguntas mais comuns e também mais indelicadas é a famosa: “E aí? Gostaram da gente?”. Esse é o tipo de pergunta que não deve ser feita pessoalmente num barzinho. Além de falta de cortesia, é uma pergunta sem efeito, pois gostando ou não, ninguém com o mínimo de educação iria dizer na cara do outro casal: “Não! Não gostei.”

Pior do que perguntar se gostou, é questionar o porquê de não terem gostado. Além de inoportuno e deselegante, o casal que se propõe a perguntar algo assim, abre margem a ouvir coisas extremamente rudes, como : “Não gostei porque seu marido é gordo e barrigudo”. Ou ainda: “ Sua esposa tem um nariz detestável e mau hálito”.

Enfim, você se interessa realmente em saber por que outra pessoa não gostou de você? Em que isso poderia ser útil? Não gostou… siga adiante em sua procura e pare de querer mais do que o outro pode oferecer. Saiba ouvir não. Saiba seguir adiante. Existem muitos outros casais a sua espera. Não pense que é fácil conciliar o gosto entre quatro pessoas. Pense o quão difícil foi encontrar uma única pessoa na sua vida. Se duas pessoas se encaixarem é complicado, imagine quatro.

PARTINDO PARA O SWING

Por fim, uma vez que todos os passos anteriores foram efetuados, nossa última dica é evitar que os primeiros encontros aconteçam em casa. Levar pra casa é algo muito íntimo e perigoso. Um motel é mais indicado para o caso ser preciso voltar atrás na decisão de transar com o outro casal.

Além disso, o motel é mais seguro. Você não sabe se realmente pode confiar naquelas pessoas. Se o interesse delas é realmente viver uma experiência nova, ou se é te sequestrar, roubar sua casa, ou pior. Vivemos num mundo inseguro e por isso, precisamos de regras para poder desfrutar de experiências mais prazerosas e menos arriscadas.

Alugue dois quartos, mesmo que um casal vá para o quarto do outro. É melhor do que passar pelo constrangimento de ser impedido de entrar no motel. Além disso, permite que no meio da experiência o casal queira se distanciar do outro para se curtirem. E voltar para o outro quarto é um trunfo muito bem vindo.

Esperamos que essa postagem seja aos casais iniciantes e a todas as pessoas que têm curiosidade com o assunto. Se vocês têm essa fantasia precisam deixar o medo de lado, e saber viver o prazer sem passar por riscos. A vida passa para todos e experimentar o novo é viver. Boa sorte aos casais.

Reinaldo Espada

Editor e Redator da Revista Swing, aficcionado em filmes, super antenado em novidades tecnológicas, adora casas de swings e encontros liberais. Forma um casal liberal com a Raissa Espada sua esposa CRS 43965 .

4 comentários em “Troca de casais para iniciantes

  • abril 7, 2017 em 5:01 pm
    Permalink

    boa tarde;
    gostaria de conhecer a pratica de ménage, porem temos vergonha pois nunca tivemos está experiencia de casal; estamos a procura de casais discretos e de preferencia casais que estejam na mesma visão da nossa somos iniciantes e nunca fizemos.

    Resposta
    • abril 28, 2017 em 7:50 pm
      Permalink

      Olá Cris, se vocês querem saber mais, continue nos acompanhando 😁

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *