Dicas para iniciantes no swing: Criem Regras

Muito amor, confiança, flexibilidade e muita energia é o que é necessário para vocês se tornarem um casal swinger feliz e terem um relacionamento saudável no meio, e aprender com os veteranos é algo muito útil para poupar tempo e esforço. Além disso, vocês vão perceber uma coisa em comum entre os casais mais experientes do meio, eles conhecem “as próprias regras.” E agora, vocês estão ai se perguntando, mas que catso de regras são essas? Calma. Não é um manual de instruções de como encontrar o parceiro(a) perfeito(a), ou de como manipular seu par, mas são as regras que vocês irão criar JUNTINHOS, ok?

A gente já sabe que para começar a criar essas regras vocês vão precisar de alguma organização e algumas dicas para facilitar o caminho, e esperamos que nossas dicas possam ajudá-los a começar. Valendoooo!!!

É muito importante que vocês estejam juntos para seguirem essas dicas, leiam este artigo antes, depois cada um de vocês deve sozinho preencher os questionários sem que o outro veja. Após respondidas as perguntas, vocês irão comparar as anotações e esse é o ponto em que vocês irão conversar sobre as respostas de cada um. Se essa conversa virar uma discursão do tipo quebra-pau, talvez seja melhor vocês reconsiderarem o swing para vocês. Se não, continue.

Dica 1:

Autoconhecimento

Conheça a si mesmo. Conhecer a si mesmo é onde tudo vai começar. Existem muitas perguntas que você pode se fazer para conhecer a si mesmo no entanto, as perguntas básicas incluem:
1. Por que estou interessado no SWING?
2. Que tipos de relacionamentos ou interações estou procurando?
3. Em quais fantasias eu quero me envolver?
4. Que fantasias estou disposto a explorar?
5. Em que fantasias não vou participar?
6. Com quem vou interagir, com homem, com mulher, com os dois ou outros (quem)?

Dica 2:

Cconheça o seu cônjuge

Conheça o seu parceiro, pois lembrem-se que vocês estão nisso juntos, e aqui você vai responder o que você acha que serão as respostas do seu parceiro(a), responda elas para posteriormente comparar com as respostas do seu amor, isso irá aumentar o grau de autoconhecimento do casal, com perguntas básicas que são:
1. Por que seu parceiro está interessado no SWING?
2. Que tipos de relacionamentos ou interações seu parceiro está procurando?
3. Em quais fantasias seu parceiro se envolverá?
4. Que fantasias seu parceiro está disposto a explorar?
5. Em que fantasias seu parceiro não participará?
6. Com quem vai interagir com o seu parceiro, homem, mulher, os dois ou outros (quem)?

Agora imaginem a seguinte situação:

Um casal mais ou menos experiente foi convidado e agora está participando de uma festa particular em uma casa com mais 8 outros casais e um única mulher. À medida que o tempo passa, percebe-se que essa mulher está demonstrando muito interesse e prestando muita atenção a um determinado marido.

O tempo passa, as pessoas começam a ficar mais desinibidas, e bêbadas, quando então essa única mulher pega na mão desse marido e leva ele para um outro cômodo mais reservado para ter um pouco de putaria com ele. Ai, na manhã seguinte a esposa desse cabra está pensativa e bem temperamental. O marido pergunta: “Amor, aconteceu alguma coisa? tem algo errado?” A esposa começa a chorar e fala: “Eu não posso acreditar que você me deixou sozinha naquela festa para ficar sozinho com aquela vacaaa, nem sei por que convidaram a vagabundaaaa!” O marido muito surpreso pergunta: “O que eu fiz de errado amor ?”

Moral da história, se tivessem regras, o marido saberia que para a esposa dele:

1. Troca de casal completa – PODE
2. Em quartos diferentes – PODE
3. Mulher solteira – NÃO PODE (nem fodendo)

Dica 3:

Compartilhem o que aprenderam

E fazer isso é um processo simples, basta conversar sobre as respostas individuais do questionário. Entenda, essa conversa NÃO É UMA NEGOCIAÇÃO, então aborde como uma oportunidade para aprender mais sobre os pensamentos, sentimentos e motivações uns dos outros. Deve ser um aprendizado para o casal, ok?

Dica 4:

Criem regras

Criem regras com a finalidade de aumentar a diversão para os dois. É muito importante criarem um conjunto de regras que sejam confortáveis para ambos. Quando a gente fala de putaria, normalmente um dos dois é mais aventureiro, curioso e destemido que o outro, como vocês começaram esse processo juntos, a criação dessas regras vai servir para equilibrar as vontades, ansiedades e isso vai exigir flexibilidade e paciência. Tenham em mente que ser libertino e praticar a troca de casais é um processo que deve ser no tempo do casal. No entanto a gente já saber que as coisas vão começar a evoluir rapidamente e suas regras vão mudar ao longo do tempo. Sendo assim, criar essas regras, é tão importante quanto revisar constantemente essas regras, para adequar aos novos desejos do casal.

Imaginem essa cena:

Um casal vai a uma casa de swing pela primeira vez. Timidamente eles entram no reservado e começam a assistir a putaria toda, muito curiosos. Depois de algumas bebidas, ficarem desinibidos e tarados, eles decidem começar a brincar entre si em um quarto semi privado. Outro casal se junta e a putaria toma conta dos sentidos. No calor do momento, a esposa toca o outro casal. Ela se move lentamente em direção ao outro homem e sendo acariciada pela outra esposa, ela senta na pica do outro homem. Seu marido fica cheio de ciúmes e por ter sido deixado sozinho, ele agarra suas roupas, se levanta, e sai do quarto de forma abrupta.

Moral da história, se as regras já existem, precisam ser revisadas sempre
Revisão de regras.
1. Voyeurismo – PODE
2. Exibicionismo – PODE
3. Interagir com um estranho com penetração – NÃO PODE
4. Ignorar o maridão – NÃO PODE

Dica 5:

Nunca quebrem as regras

Se você concordou com um conjunto de regras que vocês criaram, deve cumpri-las. Nunca as mude no calor do momento. Se vocês já acham que estão preparados para ir além de suas regras, pare e discutam isso com seu parceiro. O melhor momento para explorar suas regras é enquanto vocês relembram das putarias anteriores revendo suas experiências.

Dica 6:

Relembrar é viver

Tome tempo para relembrar e rever suas experiências: Isso é muito importante. Compartilhe o que você gostou e não gostou, e o também o que você pode estar disposto a tentar da próxima vez. Essas discussões podem ser as discussões mais íntimas e excitantes que você pode ter com seu par. Além de que reviver as experiências e falar das putarias realizadas pode ser muito excitante.

Imagine na manhã seguinte:

O marido está na cama após uma noite de diversão e muito sexo com a esposa e com o outro casal que eles gostaram. Eles começam a falar sobre os eventos da noite, a comida, a música e o sexo. A esposa indica que durante a noite ela explorou sua primeira experiência bissexual e realmente gostou. Como ela compartilha os detalhes desta experiência, ambos se despertam e irão poder aproveitar num futuro, por que a esposa indica que ela pode querer explorar sua bissexualidade novamente no próximo encontro.

Moral da história, quando vocês relembram da putaria que fizeram isso pode dar pistas para seu parceiro sobre seus desejos, então aproveitem.

 

Dica 7:

Sempre revisem as regras

Tire um tempo para revisar as regras que vocês criaram: Suas regras podem mudar devido a uma porção de razões. Se você está tendo dificuldades em seu relacionamento, você pode querer reduzir as interações com outros casais ou até mesmo fazer uma pausa. Doenças, problemas financeiros e o estresse da vida cotidiana também podem afetar suas regras.

Agora, se as coisas estão indo bem, vocês podem querer expandir suas regras. Se vocês estão experimentando um aumento na confiança entre vocês, a emoção de novas amizades, ou o conforto de casais familiares, vocês podem querer fazer revisões gerais e / ou específicas de suas regras.

De qualquer forma, saiba que suas preferências individuais e coletivas vão mudar e crescer de uma maneira saudável e feliz se vocês trabalharem como um time, ok?

 

Curtiu? Compartilha!

Reinaldo Espada

Editor e Redator da Revista Swing, aficcionado em filmes, super antenado em novidades tecnológicas, adora casas de swings e encontros liberais. Forma um casal liberal com a Raissa Espada sua esposa CRS 43965 .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *